quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Túnel do tempo...

Estou apanhando pra fazer esse blog, viu? Nossa...rsrs
Como eu disse, sou formada em Letras e não em Ciências da Computação, caramba!
Mas, polivalente que sou, vou fundo nisso, pensa o que?
Além de polivalente, sou humilde, portanto, aceito dicas, pelamordedeus!

Acho que minha história é parecida com a da maioria. Nunca fui magrinha. Já cai na armadilha de tomar os femproporex da vida, e nunca consegui emagrecer dessa maneira. Nunca consegui tomar mais de 15 dias, os efeitos eram horríveis.
Mas tudo na vida tem uma escolha: vc pode ficar magrinha com eles e em contrapartida, se tornar uma serial killer...rs
Depois “experimentei” a sibutramina. Até que esse não me enlouqueceu mto, mas eu tinha fome da mesma maneira e ainda por cima, ZERO de sono (o que me fazia engordar, já que é impossível ficar acordada a noite inteira sem ter fome).
Então, como minhas tentativas no campo anfetamínico não deram certo, resolvi nunca mais me iludir.
Claro que podem ter pessoas que conseguiram atingir seus objetivos com essa ajuda, e não sou contra, mto pelo contrário. Acho que, se servir de empurrão, deve ser usada sim. Só é complicado quem cria dependência, que não vê outra saída. Todo mundo sabe as consequências do uso prolongado dessas drogas.

Depois tentei emagrecer só diminuindo, mas fazendo de conta que não percebia que certas refeições não estavam tão “diminuídas” assim, e tb não deu certo (óbvio)

Uma vez fiz a dieta dos pontos. Essa foi a que deu mais certo pra mim, pq eu anotava tudo o que eu comia num caderninho, e seus respectivos pontos.
Sou uma pessoa muito organizada (às vezes não tenho mto orgulho disso...), gosto de listas, de anotar pra não esquecer, enfim. Acho que esse tipo de controle me ajuda.

Tenho uma balança digital no banheiro. Às vezes passo semanas sem subir nela. Mas de uns 15 dias pra cá, tenho subido sempre.
Ontem de manhã, fui tomar banho. Me pesei* sem roupa e quase caí de costas! Meu peso chegou num auge absurdo, e o pior é que nesses 15 dias, ele tem subido muito, cada dia um dígito diferente (e sempre pra mais, buáááááááá!)
Não acreditando, subi e desci umas 14 vezes, e sempre o mesmo peso (pra minha angústia, ela não estava quebrada!)

Fiquei tão mal, me deu dor de cabeça na hora, deu calor, deu vontade chorar, de pular da janela, de me jogar no chão! (tipo criança birrenta).

Aí fiquei pensando que não adianta nada eu me matar em comer só alface esses dias, pq pretendo dar uma esticadinha no feriado, aí já viu, né?
Mas, o que tenho que ter consciência é que não posso esperar um milagre e nem uma invenção de uma máquina que me emagreça em 5 minutos.
Tenho que tomar uma atitude, freiar isso. As pesagens me mostraram como a coisa tá caminhando...

* Uma observação: sei que, gramaticalmente, é considerado incorreto usar, em alguns casos, pronome antes do verbo. O correto seria “pesei-me”. Mas, linguisticamente falando, acho mto pedante escrever dessa maneira.
Quero usar linguagem coloquial, que é como falo e que combina com esse blog, ok?
Aqui não terá nada de certo e errado. Sou exigente nessas questões, mas quero poder relaxar aqui, beleza?
:)


0 comentários: